Felv nos Gatos. O que é a Leucemia Felina?

O Felv nos gatos é causado por um retrovírus da mesma família do vírus da imunodeficiência felina (FIV). Os retrovírus são específicos para cada espécie animal, o que significa que um retrovírus felino só é contagioso entre os felinos e um retrovírus humano só é contagioso entre os humanos.

Os retrovírus são vírus muito sensíveis ao calor, detergentes e luz ultravioleta sendo facilmente destruídos quando se reunam estas condições. Os retrovírus são muito comuns na natureza.


Como é transmitido o Felv nos gatos?


O vírus do Felv nos gatos é transmitido principalmente através da saliva, contacto de nariz com nariz e das tigelas de comida e água. As lutas entre gatos que envolvam mordidas são também uma das principais fontes de transmissão do FeLV nos gatos.

O vírus do FeLV também pode ser encontrado nas lágrimas, urina e fezes do gato, mas neste caso em menor quantidade. As caixas de areia geralmente são uma fonte de infecção em casas que existam vários gatos

O vírus do FeLV também pode ser transmitido através da mãe gata para o bebé via o útero ou na amamentação através do leite.

Para que o gato apanhe Felv ou leucemia felina, é necessário que o felino esteja exposto a um contacto prolongado e a grandes quantidades do  vírus do Felv para contagiar um gato adulto.

Após a infecção pelo vírus do Felv, a habilidade do sistema imunitário do gato é que vai determinar a forma clínica da leucemia felina(FeLV no gato).

O FeLV divide-se em quatro formas clínicas. 


 Como se desenvolve o FeLV nos gatos?


Quando o gato é  contagiado pelo contacto com o vírus do FeLV, bastam duas a quatro semanas para o vírus invadir a corrente sanguínea  do felino (viremia). Nesta fase aguda, os gatos podem não apresentar sintomas da doença.

O Felv nos gatos começa a multiplicar-se de acordo com o estado geral de saúde do animal. Um gato com um bom sistema imunitário, embora tenha estado em contacto com o vírus, pode-se tornar um portador saudável ou ficar imune durante um período de tempo.

Um gato bem nutrido e com um corpo livre de toxinas tem uma maior possibilidade de não desenvolver qualquer sintoma da doença. Gato saudável. A importância de um sistema linfático livre de toxinas 

Cada gato reage diferente ao vírus do Felv dependendo de vários factores tendo em conta que os gatos doentes são 4 vezes mais propensos a contrair a doença do que os gatos saudáveis.

 Também lhe pode interessar: Sintomas da FeLV nos gatos. Leucemia Felina


Quais são as 4 formas clínicas do Felv nos gatos?


  • Forma Clínica 1 

Neste caso, o gato pode ser imune ao vírus do FeLV e resiste a futuras infecções por um período de tempo. Os testes de sangue, saliva e agente infeccioso são positivo no  início mas depois tornam-se os 3 testes negativos.

  • Forma Clínica 2

Neste caso, o vírus espalha-se rapidamente e ambos os testes de saliva, sangue e agente infeccioso são positivos e o felino mostra sinais clínicos associados ao vírus do FeLV nos gatos. Neste caso o gato é contagioso para com os outros felinos.

  • Forma Clínica 3

Neste caso, o gato não é imune ao FeLV mas a doença avança mais devagar que na forma clínica 2.

O que acontece neste caso é que o vírus esconde-se no genoma do gato mas não se multiplica ficando num estado latente por volta de 30 meses, ficando a espera de um momento em que o gato tenha o sistema imunitário em baixo, dependendo deste factor, o FeLV nos gatos  pode avançar para a Forma Clínica 1 ou 2

Neste caso o teste do agente infeccioso é positivo e os testes de sangue e saliva são negativos. Os gatos em estado latente não libertam o vírus pela saliva nem contacto com o contacto com outros felinos

  • Forma Clínica 4

O gato é um portador do vírus do FeLV mas num estado perfeitamente saudável, isto é, o vírus fica no tecido epitelial e multiplica-se mas não saí das células porque o gato produz anti-corpos. 

Porque nunca sabemos qual a forma clinica do FeLV no gato, convém sempre repetir os testes passado algum tempo. Um gato com um sistema imunitário forte tem poucas hipótese de contrair FeLV. Quer ter um gato saudável? Pode ver algumas dicas aqui.


A idade é um factor muito importante na determinação da forma Clínica do FeLV nos gatos


A idade é um factor muito importante na determinação da forma clinica do FeLV nos gatos.

Quase todos os gatos bebés com idade inferior a 8 semanas que tenham sido infectados, virão a desenvolver a segunda forma clínica do vírus do FeLV e acompanhados com os sintomas da doença. Neste caso, os gatos ficam infectados para sempre com o vírus do FeLV. 


O FeLV nos gatos é contagioso para os humanos?


Dr. Stanley Rubin, um veterinário especializado em medicina interna no Hospital de Ensino Veterinário da Universidade de Illinois em Urbana, diz que o FeLV é mais comum em gatos machos ao ar livre entre as idades de 1 e 6 anos de idade. No entanto, os gatos bebés correm o maior risco de infecção porque o seu sistema imunitário não se encontra 100% desenvolvido.

O vírus do FeLV nos gatos não sobrevive muito tempo fora do corpo do felino e não é resistente aos produtos de desinfecção vivendo no meio ambiente por apenas uma semana.

Dr. Rubin diz que não há risco dos gatos transmitirem FeLV para os humanos. "Numerosos estudos sugerem que a infecção humana pelo contacto do gato contagiado com FeLV não é possível", assegura o Dr. Rubin.

O Felv nos gatos não é contagioso para os humanos.

  1. Página Principal
  2.  ›
  3. FeLV nos Gatos. O que é a Leucemia Felina

Referências:
    ncbi.nlm.nih.gov/pubmed
    The Feline Patient by Gary D.Norsworthy, Sharon Fooshee Grace, Larry P. Tilley
    vet.cornell.edu

    New! Comments

    Quer deixar um comentário? Pode faze-lo aqui.

    Aviso Legal:  A informação disponibilizada nesta página www.bem-estar-do-gato.com deve ser apenas utilizada para fins informativos, não podendo, jamais, ser usada como substituição ou diagnóstico veterinário. O autor deste site descarta qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.